A teologia e o papel do teólogo

19/03/2014 11:29

Teólogo é o profissional que estuda a religião. Assim como o sociólogo é um profissional que estuda a sociedade, o teólogo estuda a religião. A palavra teologia se deriva do grego ‘Téo (théos) = Deus’ e Logia= estudo, discurso ou razão). Ela é também o estudo das doutrinas religiosas e das questões de divindade. Toda dissertação ou raciocínio sobre Deus, constitui uma teologia.  Como a teologia é um título acadêmico, sua atitude diante da religiosidade é quase sempre objetiva, uma vez que a religião em si e mais precisamente a fé tem caráter subjetivo.
 

O homem é irremediavelmente religioso. Desde a antiguidade, Deus tem sido a principal preocupação do escrutínio humano. Sócrates, Platão, Aristóteles e todos os pensadores gregos importantes formularam teorias teológicas especulativas sobre Deus. A existência de Deus para esses homens era algo totalmente racional e necessário. Uma questão é possuir fé, outra questão é estudar o fenômeno fé. Para o primeiro caso, basta crer, acreditar numa divindade, dogma, doutrina, etc... como verdade a ser vivida (não necessariamente questionada ou comprovada). No outro, esta mesma fé será interpretada, relativizada e, consequentemente, racionalizada.
 

A teologia também pode ser definida como “uma tentativa científica e metódica de compreender a revelação de Deus”, ou “A ciência de Deus e do seu relacionamento com o homem e o mundo.” (B.B. Warfield). Agostinho definiu como sendo a “fé em busca de compreensão” (fides quaerens intellectum).
Esta disciplina que procura oferecer uma declaração coerente das doutrinas da fé cristã, baseada primariamente nas Escrituras, colocada no contexto da cultura em geral, expressa em linguagem contemporânea e relacionada com as questões da vida (Millard J. Erickson). Ela também apresenta uma formulação unificada das verdades acerca de Deus e do seu relacionamento com a humanidade e o universo, conforme apresentadas na revelação divina, e que aplica tais verdades a todo o conjunto da vida e do pensamento humano (B. A. Demarest).
 

O teólogo, então, é aquele que deseja se tornar os olhos da razão dentro de uma experiência que normalmente só pode ser vivida sem questionamentos, ou seja, na fé, que não questiona, não interroga, apenas crê. Por isso nada impede que um teólogo venha a ser um religioso fervoroso ou uma pessoa completamente descrente de Deus. Uma coisa não impede a outra. No exercício ou não da fé, crente ou descrente. No exercício da profissão, teólogo sempre.
 

A imagem que algumas pessoas fazem de um teólogo é de alguém que está constantemente enclausurado no último aposento de uma casa, às voltas com obras raras, escritas em dialetos desconhecidos do grande público ou com livros pesados e grossos. Algo assim como no filme o Nome da Rosa, não?
Mas, na verdade, um teólogo é uma pessoa bem mais próxima de nós do que pensamos. Ele presta serviços de consultoria a escritores, por exemplo, que estejam usando a religião para contar alguma história ou fornece orientação a grupos religiosos em geral, principalmente organizações não-governamentais.
 

Outra confusão que é feita com frequência: um padre ou um pastor podem ser um teólogo, mas um teólogo nem sempre é um religioso. Podemos encontrar um teólogo dando aulas em cursos universitários da área de ciências sociais, como: Letras, Antropologia, Sociologia. Aliás, é cada vez maior nos meios acadêmicos a intertextualidade entre as disciplinas. E em relação à teologia isso é sentido de forma evidente. Trata-se de um fenômeno recente a redescoberta da leitura teológica do mundo nas áreas de ensino voltadas para o conhecimento do comportamento humano em geral.

 

Referências

FERGUSON, Sinclair B., David F. Wright e J. I. Packer (Eds.). New Dictionary of Theology. Downers Grove, Illinois: Intervarsity, 1988. I. Breward, Puritan Theology.

DOUGLAS, J. D. (Ed.). The New International Dictionary of the Christian Church. 2nd ed. Grand Rapids: Zondervan, 1978.

http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/teologo/home.html

http://www.mackenzie.com.br/7068.html

http://teologiacontemporanea.wordpress.com/

 

Por: Ricardo Moreira Braz do Nascimento